quarta-feira, agosto 11, 2004


Os quatro Ps do marketing online

Penetration, permission, personalization e profitability são os quatro Ps do marketing interactivo. Otimizá-los torna-se fundamental para as empresas que pretendem basear-se na web ou complementar a sua presença offline com a online. Sem uma boa penetração online, o seu site não terá visualizações nem rendibilidade, pois sem visitantes não pode fazer negócio online. A permissão e a personalização permitem a construção de um relacionamento com os seus clientes e potenciais clientes. Saiba como tudo isto acontece.


Penetração
Nos primórdios da internet, os utilizadores contavam em grande escala com a ajuda dos portais ou apontadores, que os guiavam na tarefa de navegar, dizendo-lhes onde estava a informação de uma forma simples e rápida. Por este motivo, os portais (ainda hoje) aglomeram uma grande percentagem da publicidade online, sendo que os sites mais especializados vêm os seus potenciais anunciantes fugirem para os ditos portais generalistas.

O que acontece é que estes portais conseguem ter maior tráfego do que algumas publicações mais especializadas, até porque todos (ou quase todos) fornecem também o acesso à web.

Mas, no futuro, espera-se que a ajuda dada por estes portais aos internautas comece a ser cada vez menos necessária, pois os internautas começam a ser experientes e deixam de ir ao portal sempre que acessam à web, teclando diretamente o caminho pretendido.

Tendo isto em conta, os sites especializados necessitam aumentar a sua penetração na web, tendo a certeza de que cobrem todo o nicho de mercado a que se destinam. Podem não ter tanto tráfego como os portais, mas necessitam de uma penetração máxima dentro do seu público-alvo.

Só com esta penetração máxima dentro de um target podem conseguir resultados em termos de venda de espaço publicitário ou de comunicação online.

Para além disto, na web abundam recursos e existem milhares de páginas à disposição dos internautas, o que leva a que cada empresa tenha de preocupar-se a sério com a sua penetração no meio, para ter visitantes.

Pode conseguir melhor penetração na web se se inserir em comunidades de internautas, se conseguir que vários sites tenham links para o seu site ou ainda se garantir uma presença eficaz nos motores de busca.


Permissão
A internet possibilita o acesso a milhares de pessoas de forma simples e a baixo custo. Muitas empresas aproveitam esta potencialidade enviando mensagens não solicitadas na esperança de que daí advenham futuras vendas ou visitas.

O problema é que na internet as pessoas não gostam de ver a sua privacidade invadida, reagindo negativamente quando vêem as suas caixas de e-mail cheias de publicidade disfarçada de mensagens pessoais.

Este fato levou à criação do marketing de permissão, por oposição ao marketing de interrupção. O marketing de interrupção caracteriza-se por interromper as atividades desenvolvidas pelo público-alvo: interromper o visionamento de um programa de televisão, interromper a leitura de um artigo impresso ou ainda audição de uma emissão radiofónica.

Assim, numa estratégia de comunicação online não deve esquecer-se de que a permissão do utilizador é sempre necessária! Nunca deve enviar mensagens de e-mail não solicitadas ou sem a autorização do receptor.

Pode conseguir a sua autorização através de um formulário no seu site ou mesmo através de um formulário em papel. Deixe que seja o seu target a fornecer-lhe o seu e-mail e não o peça a mais ninguém.


Personalização
Com as possibilidades tecnológicas que a web apresenta, não se justifica a utilização de estratégias não personalizadas. Com a informação que os seus utilizadores lhe dão de si próprios pode conceber estratégias de comunicação adaptadas às suas preferências e necessidades.

Uma estratégia personalizada permite-lhe melhores resultados e um maior índice de sucesso. Faça os seus utilizadores sentirem que os conhece individualmente e que se preocupa com os seus gostos e necessidades.

Rentabilidade
Tal como nos quatro Ps do marketing tradicional, existe um termo que, traduzido não começa por P: Profitability. Ainda assim, a rentabilidade é o que move as empresas e sem ela não é possível servir os clientes.

Como a internet se caracteriza pelo "grátis", as empresas online têm de optar por modelos de negócio realmente vantajosos para os internautas e que não tenham concorrência "gratuita".

Em termos de e-commerce, a própria Amazon já deu o exemplo, mostrando que é possível sobreviver apenas vendendo online, se o seu produto ou serviço realmente trouxer vantagens aos internautas.

Obviamente os quatro Ps do marketing tradicional não perderam importância, mas ganharam outros quatro para a comunicação online, os quais não podem, de forma nenhuma, ser deixados ao acaso.

Por: Sílvia Delgado

posted by Iris • IFD @ 5:18 PM



 

Subscribe to RSS headline updates from:
Powered by FeedBurner