terça-feira, fevereiro 21, 2006


Dez razões para anunciar na net

Discussões sobre a eficiência da mídia interativa não se restringem somente à análise das taxas de cliques em banners

Muito ainda se discute sobre a eficiência da Internet. Infelizmente, a maioria das discussões giram em torno das taxas de cliques em banners. Mas a mídia interativa é muito mais que isso. Para colaborar na polêmica, aí vão dez razões para se anunciar na Internet.

1. Audiência qualificada: muita gente ainda acha que a Internet é coisa de adolescente. Engano: a maior fatia de usuários está na faixa de 35 a 49 anos, ou seja, no auge de sua capacidade de consumo. Além disso, 22,1% dos usuários tem curso superior completo.

2. Cada vez mais pessoas estão on-line: em dezembro de 2003, segundo o IBOPE/ NetRatings, o universo potencial de internautas domiciliares era de 14.300 milhões de pessoas. Em fevereiro de 2004, esse número cresceu para 20.500 milhões.

3. Os hábitos de consumo de mídia estão mudando: nos Estados Unidos, 14% do tempo das pessoas é gasto na web, contra 4% em jornal e 3% em revistas. Na Europa, pesquisas mostram que 10% do tempo das pessoas é gasto na web, contra 8% em revistas e 13% em jornais. No Brasil não é diferente: dados do Instituto DataNexus mostram que quem tem acesso à Internet em casa assiste menos televisão, principalmente no horário nobre noturno.

4. A Internet permite alavancar vendas, mesmo em períodos de baixa: temos entre nossos associados, o site Comunique-se, onde após uma campanha de e-mail marketing promovendo determinado serviço do site, as vendas quintuplicaram em relação à média do período.

5. Melhores resultados, sem mexer no budget: uma pesquisa realizada com o sabonete Dove mostra que a mídia interativa garante maior cobertura às suas campanhas, sem que você precise aumentar seu investimento. Basta realocar a verba, aumentando a participação da web em relação aos outros meios da campanha, no caso TV e revista.

6. Melhorar atitude do consumidor em relação à marca: o mesmo estudo mostra que a mídia interativa influenciou positivamente a imagem de Dove em 8% nas métricas gerais de branding e 14% na intenção de compra.

7. Identificar interesse dos consumidores e tendências de mercado: nada melhor que mais um case para ilustrar. A Nokia, antes de lançar um modelo que permite a troca da frente do aparelho, escolheu realizar uma pesquisa no site Fulano.com para descobrir a opinião de jovens classe A e B sobre quais suas cores preferidas. Foram 10.799 respostas em apenas 15 dias, a um custo e prazo muito inferior se o estudo fosse feito nos moldes "tradicionais".

8. Gerar mais tráfego no ponto de venda: montadoras de veículos e imobiliárias utilizam com grande sucesso campanhas de e-mail marketing promovendo test-drives e visitas a novos lançamentos.

9. Cross-media funciona melhor: dados de pesquisa mostram que a combinação de campanhas na Internet e na TV é muito mais poderosa do que se utilizadas isoladamente em um dos meios.

10. Por último, mas não menos importante, encerro com o assunto que abriu nosso artigo: taxa de clique não é tudo na vida. Você já viu alguém dar tapa em um outdoor e depois correr para o supermercado para comprar o produto anunciado? Pois é, mesmo assim todo mundo sabe que anunciar em outdoor funciona. Por isso, dá próxima vez que avaliarem sua campanha baseando-se apenas na taxa de cliques, lembre-se do outdoor. O que interessa são quantas conversões foram geradas e não quantos tapas deram no seu anúncio.

autor: Marcelo Sant'Iago
fonte: http://portaldacomunicacao.uol.com.b

posted by Iris • IFD @ 10:20 AM

1 Comments:

Anonymous Marcelo Ariatti said...

Oi Tygra!

Gostei muito do artigo, especialmente do item 10, hehehe! Muito bom! =)

Beijos! =)

10:53 AM

 

Postar um comentário

<< Home



 

Subscribe to RSS headline updates from:
Powered by FeedBurner