sexta-feira, abril 07, 2006


Na Internet pode.

Carlos chega ao escritório da empresa em que é empregado, com seu jornal predileto sob o braço. Estica as pernas sobre a mesa e abre na página de esportes, quer saber como anda o seu time do coração, antes de se ocupar com planilhas e a contabilidade da empresa.

Cena típica de um dos quadros de Salvador Dalí? Não, caro leitor. O fato é que as relações de trabalho contemporâneas não permitem que o empregado – e até mesmo patrões – sejam surrealistas a esse ponto. Não há espaço para isso. Entretanto, o mesmo Carlos chega todos os dias e abre o mesmo jornal – sem os pés sobre a mesa – e fica sabendo das mesmas informações sem correr o risco de ser atingido por uma carta demissionária. Como? Pergunte ao mesmo Carlos o endereço do website de seu jornal.

Porque a Internet pode estar ali? Simplesmente porque a Internet não é somente um meio interativo, uma ferramenta de trabalho, um ambiente de entretenimento e não se priva apenas em favorecer o inter-relacionamento de pessoas, sendo sim, tudo isso ao mesmo tempo, em um mesmo lugar.

Carlos passa no mínimo um terço do seu tempo à frente de seu PC. Ele, assim algumas pessoas do seu ciclo social, provavelmente não viu a última propaganda de TV daquela cerveja, mas adorou o joguinho do website da refrescante bebida. É assim que vêm funcionando as relações de comunicação.

(Possibilidades)n

Carlos está longe de pensar provincianamente. Aliás, seu último carro foi comprado numa ousada campanha de marketing digital, em que era possível se cadastrar no site da montadora, receber uma mensagem personalizada via celular e abandonar o estigma de ser tratado como um comprador daquele Ford da década de 1930. Não por acaso o mês de agosto/2005 registrou um crescimento de mais 2 milhões de celulares no mercado brasileiro, e está se tornando uma importante plataforma de interatividade.

Embora a publicidade on-line tenha contado com uma atuação mais significativa somente após 1998, sua evolução exponencial permitiu a criação de novos modelos como jogos temáticos no MSN, links patrocinados nos buscadores, além dos habituais pop-ups e banners. Na rede é possível atingir os internautas ao longo de todo o dia, diferente da TV e rádio que atendem às pessoas em horários específicos. Na web, não é somente o conteúdo que gera audiência, mas também (e de forma crescente) os serviços. Comunidades como o Orkut têm crescimento superior ao de conteúdo nos portais. De acordo com uma pesquisa do Ibope NetRatings, de junho de 2005, foi possível registrar que o tempo de uso do MSN diário é quase quatro vezes maior que o do principal portal do País, com 4h12.

Nesse momento Carlos está enviando um arquivo enorme para um de seus clientes, falando com a esposa que vai se atrasar e encomendando flores pela net, aliás um prático e infalível pedido de desculpas.

Impressos, rádio, TV e... Internet.

Embora Carlos não conheça os números da receita publicitária na Internet, ele sabe que é crescente a presença das suas marcas prediletas na rede. De acordo com o relatório da Interactive Advertising Bureau and PricewaterhouseCoopers, os números alcançam patamares tão grandes quanto o nome da entidade responsável pela pesquisa: São US$ 5,8 bilhões, nos primeiros seis meses de 2005 no mercado norte-americano, o que significa aumento de 26% em relação à primeira metade do ano em 2004.

Considerando que no mesmo período a verba destinada à publicidade não tenha crescido nesse patamar, é fácil perceber que está ocorrendo uma migração no capital de mídia para a web, uma tendência que ainda se reforçará mais, visto não somente o potencial de crescimento físico da rede, mas também do universo de soluções de marketing que ela poderá proporcionar.

A grande preocupação das empresas é agora buscar soluções profissionais de inserção na Internet, pois se a evolução para o mundo virtual é uma novidade, um fato não mudou: A crescente criticidade do público. Dessa forma o profissional de negócios que não desejar “qualquer” retorno não poderá buscar “qualquer” solução.


autor: Bruno Portela
fonte: http://www.e-brand.com.br/

posted by Iris • IFD @ 9:54 AM



 

Subscribe to RSS headline updates from:
Powered by FeedBurner