terça-feira, abril 25, 2006


Por que não se deve usar a fonte AvantGarde

Você se lembra do filme "Quanto mais idiota, melhor", quando Wayne vai tocar guitarra numa loja e o vendedeor aponta um cartaz dizendo "É proibido tocar Stairway to Heaven"?

Pois quando você for usar a fonte tipográfica AvantGarde, lembre-se que estará fazendo como Wayne.

Esta fonte é muito bonita, muito bem desenhada (criação de Herb Lubalin, grande tipógrafo e editor de arte). Mas está embutida em todas as impressoras PostScript desde 1986 e é a única fonte decorativa "de uso geral" no conjunto básico destas impressoras. Então, todo o mundo usa. Além disso, costuma ficar no alto das listas de fontes, nos programas de editoração, o que facilita sua escolha por quem está com preguiça de escolher uma das mil fontes do Corel Draw. Sempre que alguém quis usar uma fonte "bonitinha", usou AvantGarde. Pois bem: CHEGA! Não agüento mais AvantGarde em qualquer folheto ou cartazinho de firma. Ela está sobreutilizada! Over! É bonitinha mas ordinária.

"Ai, mas eu acho tão bonitinha..."

Segundo o tipógrafo Tony DiSpigna, parceiro de Lubalin, a primeira vez que a fonte foi usada, na logotipia da revista Avant Garde (1968), foi uma das pouca vezes em que ela foi usada bem. Ed Benguiat, outro monstro da tipografia e amigo de Lubalin, já disse: "o único lugar em que a fonte AvantGarde fica bem é nas palavras Avant Garde. Todo o mundo arruína ela".

Entre os arruinadores, estão a Rede Globo, que desde os anos 70 usa AvantGarde em logotipos. Como o do Jornal da Globo, por exemplo, ou da própria empresa.

Para mim, o grande problema dela (além de ter um temperamento muito duro, seco) é que as minúsculas todas são muito parecidas, todas redondinhas, desenhados com compasso. Isso faz a leitura ficar muito prejudicada, pois os olhos não conseguem diferenciar muito uma letra da outra. Isso diminui a velocidade de leitura e torna o prazer de ler, um suplício.

Se você leu sem problemas estes dois parágrafos, então você não tem AvantGarde instalada em seu micro. Parabéns.


Lembre-se, então: daqui para a frente, use qualquer coisa, menos AvantGarde (ou Avalon, como a Corel chamava sua versão, ou AvantGarde Bk BT, como a Bitstream chama a sua). Use, até mesmo, a Futura, mas não use AvantGarde.

Saiba mais sobre a história desta fonte no link abaixo.

Caro Fred, e todos os que querem usar AvantGarde

fonte:http://www.meiradarocha.jor.br
autor:José Antonio Meira da Rocha

posted by Iris • IFD @ 10:58 AM



 

Subscribe to RSS headline updates from:
Powered by FeedBurner